The latest in car audio technology!

Empréstimos

Cartões de crédito



Os cartões bancários, popularmente chamados de dinheiro de plástico, são um meio de pagamento que pode ser usado para:

  • Sacar dinheiro da nossa conta bancária em caixas eletrônicos e outros locais.
  • Pagar por compras de todos os tipos de produtos e serviços.
  • Obter crédito.

Esses cartões podem ser de vários tipos, a saber:

  1. Cartões de crédito Os pagamentos e saques em dinheiro que fazemos com ele não são cobrados de nossa conta no momento, mas em um determinado prazo que foi contratado. Portanto, eles nos permitem sacar dinheiro, mesmo que não tenhamos, naquele momento, saldo suficiente na conta.
  2. Cartões de débito: a diferença em relação aos anteriores é que os saques e pagamentos em dinheiro são cobrados da conta no momento e, portanto, precisamos ter dinheiro na conta para poder fazê-los.
  3. Nos cartões de carteira, o dinheiro é carregado no próprio cartão para fazer pagamentos com ele e, quando o dinheiro acabar, podemos recarregar o cartão novamente.
  4. Os cartões comerciais são emitidos por redes comerciais para seus clientes e só podem ser usados nos centros da rede que os emitiu.

Direitos do usuário

Os regulamentos de consumo do país estabelecem o seguinte:

  • Ter um contrato por escrito.
  • Receber informações sobre:
    • Instruções de uso
    • Termos de cobrança de cartões de crédito.
    • Taxas e comissões anuais
    • Caixas eletrônicos e comissões que se aplicam, dependendo de qual for.
    • Formas de registrar reclamações
  • Informações periódicas sobre transações.
  • Renovação ou cancelamento do contrato no vencimento.

Obrigações dos usuários

  • Pagar comissões e juros conforme contratado.
  • Não exceder o limite de disponibilidade contratado.
  • Proteger diligentemente o cartão e o PIN.
  • Em caso de roubo ou perda, informar a entidade o mais rápido possível. Nesse caso, o usuário é responsável por pagamentos fraudulentos de até 150 euros.
  • Em caso de perda ou roubo, informe o emissor do cartão o mais rápido possível. Em princípio, o usuário só seria responsável por pagamentos fraudulentos feitos antes de informar a perda ou o roubo até o valor de 150 euros.

Obrigações da entidade emissora

  • Entregar o cartão ao titular do cartão de forma segura; o banco é responsável pelos riscos no envio do cartão e do PIN.
  • Disponibilizar uma rede e uma base comercial para o uso do cartão.
  • Efetuar os pagamentos apropriados.
  • Enviar ao cliente, gratuitamente, um extrato das transações indicando data, conceito e valor. Pelo menos uma vez por mês.
  • Fornecer informações sobre juros e despesas.
  • Gerenciar um registro das transações feitas com o cartão que possa ser retificado em caso de erros.
  • Fornecer ao cliente meios gratuitos para comunicar perdas, roubos ou pagamentos fraudulentos.

O banco está proibido de emitir cartões de crédito ou débito não solicitados para o cliente, exceto no caso de substituição de um cartão já em posse do cliente.

Taxas de saque em dinheiro

No caso de saques em dinheiro em um caixa eletrônico, a entidade proprietária do caixa eletrônico está proibida de cobrar qualquer comissão diretamente do cliente que sacar o dinheiro, mas pode cobrá-la da entidade que emitiu o cartão que, por sua vez, pode ou não repassá-la ao cliente proprietário do cartão, caso a cobre:

  • Se o saque for por débito, você poderá cobrar (ou não) de seu cliente, no todo ou em parte, a comissão que pagou ao banco proprietário do caixa eletrônico.
  • Se o saque for a crédito, você também poderá cobrar outra comissão (vinculada à concessão do crédito) além da paga ao outro banco, mas esse valor adicional não poderá ser maior do que o cobrado de seus clientes para saques em sua própria rede de caixas eletrônicos.

Em qualquer caso, antes de sacar o dinheiro, o banco é obrigado a informar, por meio da tela do caixa eletrônico, a comissão a ser cobrada do emissor do cartão pela transação e a possibilidade de o emissor repassar essa comissão ou parte dela ao cliente.

O valor da comissão a ser paga pela entidade emissora ao proprietário do caixa eletrônico será o valor livremente acordado entre as duas entidades ou, se não houver acordo, o valor livremente estabelecido pelo proprietário do caixa eletrônico. Esse valor deve ser o mesmo em todo o território nacional, não deve ser discriminatório e será revisado anualmente.

Limites de sobretaxas e comissões

Os emissores de cartões são proibidos por lei de cobrar qualquer tipo de sobretaxa adicional pelo uso do cartão para pagar por um produto ou serviço com o cartão de crédito ou débito.

Quanto às comissões que os emissores de cartões cobram de lojas ou outros estabelecimentos onde seus clientes fazem pagamentos, há limites dependendo do tipo de cartão:

  • Para pagamentos com cartão de débito, a comissão máxima será de 0,2% do pagamento feito, com um máximo de 7 centavos. Se a compra for inferior a 20 euros, a comissão máxima será de 0,1%.
  • Para pagamentos com cartão de crédito, a comissão máxima é de 0,3% e, se a compra for inferior a 20 euros, o máximo é de 0,2%.
Related posts
Empréstimos

O que é melhor: fazer um empréstimo ou usar um cartão de crédito?

Empréstimos

Quais são os benefícios de um empréstimo de veículo?

Empréstimos

O que é melhor para comprar um carro a crédito ou à vista?

Empréstimos

E se eu tiver um histórico de crédito ruim?